quarta-feira, 14 de março de 2012

Do telégrafo à grande evolução do telefone



24 de maio de 1844 - Samuel F. B. Morse envia a primeira mensagem a distância através do telégrafo. O primeiro sistema de comunicação de longa distância que o mundo conheceu.


O que é
O telégrafo é um sistema concebido para transmitir mensagens de um ponto para outro em grandes distâncias, utilizando códigos para a rápida e confiável transmissão. As mensagens eram transmitidas através de um sistema composto por fios.


História do telégrafo
Telégrafo é um sistema que foi criado no século XVIII com o objetivo de transmitir mensagens de um ponto para o outro, através de grandes distâncias.
Os telégrafos usavam códigos para que a informação fosse transmitida de forma confiável e rápida. O principal código utilizado pelos telégrafos foi o código Morse, que surgiu com a criação de telégrafo elétrico na década de 1830. Samuel Morse criou e registrou a patente do telégrafo no ano de 1837.
O telégrafo foi o principal sistema de comunicação a longa distância nos séculos XIX e começo do século XX. Foi muito utilizado por indústrias, governos e até mesmo pelas forças armadas de diversos países em momentos de guerra.
Com o surgimento e disseminação do telefone, principalmente na primeira metade do século XX, o telégrafo foi sendo preterido.
 


Por mais conveniente que fosse o telégrafo, as pessoas sonhavam em escutar as vozes de entes queridos que morassem longe. Muito em breve outro instrumento de comunicação à distância foi inventado. Alexander Graham Bell, um professor e inventor que trabalhava com os surdos, e ficou fascinado com o estudo do som. Em 1875, Bell descobriu uma maneira de converter ondas sonoras para uma corrente ondulatória que poderia ser carregada através de fios. Isto o ajudou a inventar o telefone. A primeira conversa telefônica foi inadvertida, entre Bell e Watson, seu assistente no quarto ao lado. Após derramar um pouco de ácido, Bell falou “Sr. Watson, venha cá, por favor. Preciso de você.” Ele patenteou o seu aparelho no mesmo ano.  
   O serviço telefônico no começo não era portátil e conveniente como o de hoje em dia. No início, telefones eram conectados em pares. Você só podia ligar para uma pessoa, e essa pessoa só podia ligar para você. A central telefônica mudou tudo isso. A primeira central foi criada em New Haven, Cannecticut em 1878. Ela permitia que os assinantes se ligassem entre si. Operadores tinham que conectar as ligações, mas em 1891 uma central automática foi inventada.
   Alguns problemas tinham que ser resolvidos antes que a telefonia à longa distância pudesse funcionar. O principal problema era que o sinal enfraquecia com a distância, desaparecendo se as linhas telefônicas eram compridas demais. Uma solução foi encontrada em 1912, com uma maneira de amplificar sinais elétricos, e ligações telefônicas transcontinentais passaram a ser possíveis. Um teste aconteceu em 1914, e no próximo ano, Bell, que estava em Nova Iorque, ligou para Watson, que estava em São Francisco. Ele disse a mesma coisa que ele tinha dito durante a primeira conversa telefônica. A resposta de Watson? “Vai me levar cinco dias para chegar aí agora!”
 

Terminal de parede em 1881

Menos de cinco anos após o patente do telefone por Bell, que inaugurou a Bell System - empresa de telefonia que viria a ser a base da atual corporação AT&T, maior operadora telefônica dos EUA -, a Ericsson já tinha terminais como esse de parede funcionando pela Europa.

História do telefone 

Telefone doméstico em 1892

Desenvolvidos ainda para um restrito público que tinha acesso a linhas telefônicas, os primeiros aparelhos domésticos surgiram na década de 90. Este modelo, conhecido popularmente como "Pé de Ferro", tinha o alarme de chamado localizado na parte inferior do aparelho, além da manivela que fornecia energia.

História do telefone 

Modelo para casas em 1893

Assim como o antecessor, este modelo de 1893 tem a manivela para o fornecimento de energia, mas conta com um acabamento muito mais refinado em seu corpo de madeira.

História do telefone 

Telefonista em 1897

Mesmo antes da virada para o século XX, telefonistas trabalhavam em terminais telefônicos como este, instalado pela Ericsson na África do Sul, com capacidade para interligar 25 linhas.

História do telefone 

Nascimento do clássico

Em 1931, de olho no crescente mercado doméstico, a Ericsson apresentou seu telefone do padrão "Bakelite", conhecido por ter seu formato copiado pela maioria dos aparelhos atuais.. Além da simplificação do design, com seu fone apoiado no corpo preto, a novidade tinha funções que filtravam os sons captados durante as ligações.

História do telefone 

W48, o elegante da Siemens

Usado com freqüência em filmes de detetives, o W48, da Siemens, apresenta um design extremamente conhecido, com seu corpo inteiramente preto e seu grande teclado giratório.

História do telefone 

Aposta no design

Quando as casas já apresentavam telefones com freqüência, a Ericsson apostou no design e apresentou o modelo Ericofon, que concentrava todo o aparelho no fone - o disco onde o usuário definia o número da ligação se localizava na base do aparelho.

História do telefone 

O popular Diavox

Outro modelo bastante popular de telefone foi o Diavox, da Ericsson, com suas teclas pequenas no lado direito que suportavam a discagem por pulso ou tom. A empresa lançou acessórios, como um viva-voz, para o telefone, que não emplacaram.

História do telefone 

O nacional Multitel

Baseado no clássico modelo desenvolvido por Ericsson e Siemens, o telefone da empresa brasileira Multitel trazia o teclado giratório um pouco menor bem no meio corpo verde do aparelho. (Crédito: Museu do Telefone - Fundação Telefônica)

História do telefone 

Três em um da Panasonic

Representante da evolução dos aparelhos atuais, o KX-TG5433M, da Panasonic, conta com três fones sem fio, com visores LCD, secretária eletrônica e funções viva-voz e identificador de chamadas. Todos podem ser usados com distância de até 30 metros da base.

História do telefone 

Telefone Linksys pela web

A interação entre telefonia e internet já permite que aparelhos que usem linhas convencionais, como todos os anteriores, sejam aposentados por modelos VoIP, como o CIT 2000, da Linksys, que se conecta a redes wireless para fazer ligações pela web.

História do telefone 

Nenhum comentário:

Postar um comentário